Connect with us

Desistência de vitimas e contradições, o que se sabe do ‘Caso Prior’ até agora?

Famosos

Desistência de vitimas e contradições, o que se sabe do ‘Caso Prior’ até agora?

Jornalista Erlan Bastos apontou diversas contradições no caso

Após a saída do Big Brother Brasil, Felipe Prior foi surpreendido com denuncias de 3 supostas vítimas que alegam terem sido violentadas pelo ex-bbb. O caso ganhou grande repercussão, tudo porque, foi publicado pela revista Marie Claire que faz parte do Grupo Globo. Imediatamente, diversos famosos se mostraram revoltados com as supostas denuncias. Porém, tudo mudou quando o Jornalista Erlan Bastos divulgou contradições na reportagem da Revista Marie Claire e inclusive, apontou contradições no depoimento das supostas vítimas.

 

O jornalista Erlan Bastos publicou em seu perfil oficial no twitter um prontuário que desmentia um depoimento de uma das vítimas que foi relatado na reportagem da Marie Claire. Na entrevista, uma das vítimas afirmou que chegou ao hospital de madrugada e que teve fortes ferimentos que teriam sido provocados supostamente por Pior.

 

(Revista Marie Claire)

Porém o prontuário divulgado pelo jornalista, aponta duas contradições, a primeira é a do horário, já que a suposta vítima não teria ido ao hospital de madrugada e sim as 08:35 como aponta o documento. Também a uma outra enorme contradição, já que o prontuário aponta que a suposta vítima teve uma ‘‘laceração de 1º grau em pequeno lábio esquerdo e sem sangramento ativo” o que desmente o que foi dito na matéria da sobre o uso de fralda geriátrica.

(Reprodução: @Erlan_Bastos)

Em seu canal no Youtube ”Em Off” o jornalista Erlan Bastos convidou o ginecologista, Dr Jailson Costa, para explicar qual significado do diagnostico ‘laceração de 1º grau em pequeno lábio esquerdo e sem sangramento ativo”. O ginecologista inclusive afirmou que isso poderia acontecer até em um ‘coito consentido’. Assista a partir do minuto 17:20

Após a divulgação dos documentos, a Revista fez diversas edições na matéria e ainda publicou uma ”ERRATA”. Com a repercussão negativa, a revista tirou a reportagem ”pública” e deixou apenas privada para ”assinantes”.

(Errata Revista Marie Claire)

O jornalista também divulgou uma conversa que a suposta vítima teria tido com Felipe Prior no mesmo dia em que foi no hospital. A conversa foi via Facebook e a suposta vítima não faz nenhum relato sobre violência ou de que algo teria acontecido sem seu consentimento.

(Reprodução: Facebook)

O jornalista Erlan Bastos, afirmou que todos os documentos que divulgou, estavam em uma petição que as advogadas das supostas vítimas, apresentaram na justiça pedido medidas protetivas, o que foi negado pela juíza. O jornalista ainda questionou se as advogadas olharam os documentos que anexaram no processo.

Erlan Bastos também entrevistou o Thiago Luigi, ele que é especialista e perito em linguagem não verbal. Thiago também é professor e já teve como aluno por exemplo o proprietário do canal ‘Metaforando’. Na entrevista com Erlan, Thiago analisou o vídeo de 1 minuto divulgado por Felipe Prior, onde ele alega ser inocente. Para Thiago, Felipe de fato não demostra ser culpado das acusações. ASSISTA NO MINUTO 16:10

Uma outra contradição apontada pelo Jornalista Erlan Bastos, trata-se da comissão organizadora de jogos e festas ”InterfaU”. Que é feita basicamente por alunos e não é exigido nenhum tipo de qualificação. A ‘inferfau’ divulgou uma nota duas horas depois que a matéria foi publicada pela Revista Marie Claire. A nota cita que Felipe Prior foi expulso dos eventos após denuncias de CRIMES.

(Nota interfau sem assinatura de responsáveis)

Porém mais uma vez o jornalista Erlan Bastos apontou uma nova falha. O jornalista teve acesso a uma ”ATA” de 2019 da interfau, nessa ocasião, se discutia tópicos sobre o que aconteceu no evento de 2018. A ”ATA” revela que Felipe Prior não havia sido comunicado que estava banido no evento e nem estava ‘claro’ para ele o motivo. A ‘ATA’ ainda revela que não há nenhum critério para apuração de qualquer denúncia e também não cita ‘crime’ como diz a nota divulgada em 2020.

(Reprodução: @Erlan_Bastos)
(Reprodução: @Erlan_Bastos)

O jornalista Erlan Bastos, convidou a Dra. Halyne Marques que é advogada para comentar e analisar a ”ATA” que foi divulgada. Dra. Halyne ainda falou sobre o peso jurídico do documento. ASSISTA NO MINUTO 23:17

Erlan Bastos divulgou em seu twitter, que duas supostas vítimas já prestaram depoimento porém uma das acusadoras desistiu da ação. O jornalista revela ainda que nesta segunda(13) vai trazer novos detalhes do caso em seu canal. Acesse o canal ”Em Off” clicando aqui

Comentários
Continue Reading

Especializado em notícias sobre o mundo dos famosos. Informações gerais , mundo, curiosidades e tudo que realmente lhe interessa

Click to comment

Deixe um comentário

Mais sobre Famosos

To Top